segunda-feira, 31 de maio de 2010

ENFRENTE A VIDA COMO ELA É

II Samuel – 12-14
"Todavia, porquanto com este feito deste lugar sobremaneira a que os inimigos do SENHOR blasfemem, também o filho que te nasceu certamente morrerá ”. Esta foi a palavra do SENHOR para o rei Davi. Seu filho concebido através do adultério com BateSeba, morrerá.
Nas igrejas aprendemos que podemos tornar o impossível em possível.
Aprendemos que se precisar atravessar o mar vermelho, assim como Moisés, Deus abrirá o mar para nós.
Mas e quando o impossível realmente é impossível? O que fazer?
Existem relatos na bíblia de coisas que realmente não aconteceram.
O que fazer quando o câncer não cede, quando um aborto acontece, quando um amor vai embora, quando a morte não teve jeito, quando o diagnóstico é implacável?
Muitos homens da bíblia viveram esta realidade.
Veja: A oração de Moisés para entrar em Canaã (a terra prometida) – Deuteronômio 3-23 ao 28: “Também eu pedi graça ao Senhor no mesmo tempo, dizendo: Senhor Deus! Já começaste a mostrar ao teu servo a tua grandeza e a tua forte mão; pois, que Deus há nos céus e na terra, que possa fazer segundo as tuas obras, e segundo os teus grandes feitos? Rogo-te que me deixes passar, para que veja esta boa terra que está alem do Jordão; esta boa montanha, e o Líbano! Porém o Senhor indignou-se muito contra mim por causa de vós, e não me ouviu; antes o Senhor me disse: Basta; não me fales mais deste assunto; sobe ao cume de Pisga, e levanta os teus olhos ao ocidente, e ao norte, e ao sul, e ao oriente, e vê com os teus olhos; porque não passarás este Jordão. Manda, pois a Josué, e anima-o, e fortalece-o; porque ele passará adiante deste povo, e o fará possuir a terra que verás.”
Esta é uma situação impossível, Deus diz não a Moises, homem este que esteve com Deus, andou com Deus, viu milagres e maravilhas. Mas Deus disse: BASTA.
O Apóstolo Paulo, veja: II Corintios 12-7 ao 9 – “ E, para que não me exaltasse pela excelência das revelações, foi-me dado um espinho na carne, a saber, um mensageiro de Satanás para me esbofetear, a fim de não me exaltar. Acerca do qual três vezes orei ao Senhor para que se desviasse de mim. E disse-me: A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza. De boa vontade, pois, me gloriarei nas minhas fraquezas, para que em mim habite o poder de Cristo.”
Paulo pediu que Deus tirasse dele aquele espinho; que representa um problema, e ainda identificou que era mensageiro de Satanás; e o Senhor disse: A MINHA GRAÇA TE BASTA.
Agora eu pergunto, qual situação requer mais fé? Mudar a circunstancia ou passar por ela e chegar no final vitorioso?
A dimensão maior da fé é sair do outro lado com a graça de Deus.
Voltando lá com o Rei Davi, onde começamos. Davi pecou, traiu, adulterou e ainda matou o marido de BateSeba. Depois fica sabendo através do profeta Natã que seu filho esta doente e irá morrer.
Davi, cheio de culpa entra em seu quarto, deita-se no chão e ali permanece por 7 dias, sem comer, sem tomar banho, sem se levantar para nada, chorando, clamando, orando a Deus para que poupasse a vida de seu filho.
Na noite do sétimo dia a criança morreu, seus servos se desesperaram porque imaginavam que ele enlouqueceria quando dessem a noticia fatídica.
Qual não foi a surpresa dos servos com a reação de Davi que, levantou-se, banhou-se, vestiu-se e foi ao templo adorar a Deus. E depois pediu comida.
O que aconteceu? Ninguém entendeu nada.
Mas, Davi respondeu: “Vivendo ainda a criança, jejuei e chorei, porque dizia: Quem sabe se Deus se compadecerá de mim, e viverá a criança? Porém, agora que esta morta, porque jejuaria eu? Poderei eu fazê-la voltar? Eu irei a ela, porém ela não voltará para mim.” II Samuel versículos 22 e 23
OBS: leiam o livro de II Samuel capítulo 12 versículo 14 em diante, é tremendo.
Ou seja, realmente, o que mudaria continuar naquela postura?
Então recebeu BateSeba como esposa, ela engravidou novamente e ele se chamou Salomão, e Deus o amou.
Então o que fazer diante do impossível?
1.Enfrente a realidade como ela é.
Versículo 19- “Viu, porém, Davi que seus servos falavam baixo, e entendeu Davi que a criança estava morta.....”
Porque muitas pessoas não triunfam? Porque fogem da sua realidade. E é com a realidade crua que Deus vai te fazer triunfar.
2. Tome a decisão de não se deixar largar, abandonar.
Versículo 20 – “Então Davi se levantou da terra, e se lavou, e se ungiu, e mudou de roupas, e entrou na casa do Senhor, e adorou..........”
Tem gente que continua largado, não encontra alegria para viver. Davi levantou a cabeça e seguiu. A vida não para e o Deus que você serve não abandona você. Tem gente que se transforma em um farrapo humano. A circunstância faz com que algumas pessoas fiquem amargas, azedas, de mau com tudo e todos, murmuradores, seres frustrados.
3.Tome a decisão de adorar a Deus.
Versículo 20 – acima. Davi adorou a Deus, sua percepção da vida não mudou em relação ao seu Deus, a dureza da vida não fez ele desistir do Senhor, pois ele sabia que seu redentor vivia e que podia confiar nele. A morte do filho não fez Davi mudar aquilo que ele pensava de Deus.
Habacuque 3- 17 ao 19 – “ Porque ainda que a figueira não floreça, nem haja fruto na vide; ainda que decepcione o produto da oliveira, e os campos não produzam mantimento; ainda que as ovelhas da malhada sejam arrebatadas, e nos currais não haja gado, todavia eu me alegrarei no Senhor, exultarei no Deus da minha salvação. O Senhor Deus é a minha força, e fará os meus pés como os das cervas, e me fará andar sobre as minha alturas.
4. Davi se preparou para o futuro.
Versículo 20 – “.....Então foi a sua casa, e pediu pão, e lhe puseram pão, e comeu.”
O comer significa se fortalecer para enfrentar a vida, preparar-se para o futuro porque Deus tem planos para o nosso futuro.
Assim como Davi, ele tirou o foco do problema e olhou para outras coisas da vida que não morreram com seu filho. Davi era rei, tinha um reino que precisava dele, você pode não ser rei, mas certamente tem pessoas que precisam de você. Nada pode impedir sua trajetória se você estiver com Jesus.
João 11- 25 e 26 – “ Disse-lhe Jesus Eu sou a ressurreição e a vida; quem cre em mim, ainda que esteja morto, viverá; e todo aquele que vive, e crê em mim, nunca morrerá.”
5. Preocupe-se com seu irmão.
Versículo 24 – “ Então consolou Davi a BateSeba........."
Davi foi consolar aquela mãe que havia perdido seu filho. Encontrou alguém que estava mais ferido que ele, se preocupou com a dor do outro.
Tire o foco da sua dor, existem tantas outras pessoas tão feridas como você, e neste momento você pode ser usado por Deus como um agente consolador.
Quando nos abrimos para a dor do outro, a dimensão de nossa vida muda completamente.
Quando vivenciamos um problema, a percepção da dor nos ajuda a cuidar dos outros, onde podemos dizer: Eu entendo a sua dor. E a medida que consolamos o outro a nossa dor diminui.
6. Deus não terminou seu projeto conosco.
Davi recebeu BateSeba como esposa, e teve outro filho com ela. Deus escolheu este filho para ser o futuro Rei de Israel que se chamava Salomão.
Vire a página, pois Deus não terminou de escrever o livro da sua vida.
Romanos 8-28 – “ E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito.”
Amém
A Paz de Deus esteja com vocês. Glorificado seja o nome do Deus Altíssimo.
Por Sheila Passuello

sábado, 29 de maio de 2010

A OSTRA E A PÉROLA

“Uma ostra que não foi ferida não produz pérolas"...
Pérolas são produtos da dor; resultados da entrada de uma substância estranha ou indesejável no interior da ostra, como um parasita ou um grão de areia.
Na parte interna da concha é encontrada uma substância lustrosa chamada NÁCAR. Quando um grão de areia a penetra, as células do NÁCAR começam a trabalhar e cobrem o grão de areia com camadas e mais camadas, para proteger o corpo indefeso da ostra.
Como resultado, uma linda pérola vai se formando. Uma ostra que não foi ferida, de algum modo, não produz pérolas, pois a pérola é uma ferida cicatrizada...

Você já se sentiu ferido pelas palavras rudes de alguém?

Já foi acusado de ter dito coisas que não disse?

Suas idéias já foram rejeitadas, ou mal interpretadas?

Você já sofreu os duros golpes na vida?

Já recebeu o trôco da indiferença?

ENTÃO, PRODUZA UMA PÉROLA!
Cubra suas mágoas e dores com várias camadas de amor. Infelizmente, são poucas as pessoas que se interessam por esse tipo de movimento. A maioria aprende apenas a cultivar ressentimentos, deixando as feridas abertas, alimentando-as com vários tipos de sentimentos pequenos e, portanto, não permitindo que cicatrizem.
Assim, na prática, o que vemos são muitas "Ostras Vazias”, não porque não tenham sido feridas, mas, porque não souberam perdoar, compreender e transformar a dor em amor.
Você pode agir de maneira sábia e transformar suas Feridas em Pérolas! É um processo doloroso no início, mas recompensador no resultado final.

Para Deus não há nada impossível. As únicas limitações que ele tem são as que nós mesmos colocamos. Às vezes, Deus não opera em nós pelo simples fato de não crermos que seja possível, porque não temos a certeza de que ele vai operar.
Pai, ajuda-me a ver-te na impossibilidade.
Aumenta minha fé, te peço em nome de Jesus.
Amém

quarta-feira, 26 de maio de 2010

Você sabe o que significa a palavra “acordar”?

Vamos fazer uma brincadeira e separar em sílabas a palavra acordar?
A-COR-DAR
Viu? Significa dar a cor, colocar o coração em tudo que faz.
Existem pessoas que acordam às 6:h00 da tarde.  É isso mesmo!   Pela manhã caem da cama, são jogadas da cama, mas passam o dia todo dormindo.  
E existem alguns, acredite, que passam a vida toda e não conseguem acordar. 
Eu tive um amigo que acordou aos 54 anos de idade. Ele me disse: Descobri que estou na profissão errada! E ele já estava se aposentando...  
Imagine o trauma que esse amigo criou para si, para os colegas de trabalho, para a sua família!   Foi infeliz durante toda a sua vida profissional porque simplesmente não "acordou".  
Eu, na época, era muito jovem, mas compreendi bem o que ele estava me ensinando naquele momento.  
Por mais cinzento que possa estar sendo o dia de hoje, ele tem exatamente a cor que dou a ele. Sabe por quê?   Porque a vida tem a cor que "A GENTE PINTA".
O engraçado é que os dias são todos exclusivos. Cada dia é um novo dia, ninguém o viveu. Ele está ali, esperando que eu e você façamos com que ele seja o melhor da nossa vida.  
Os meus dias são os mais lindos da face da terra porque eu os faço os  mais lindos da face da terra.  
Dê a você a oportunidade de “A-COR-DAR” todos os dias e compartilhar com os outros o que Deus nos dá de melhor:  
"O PRIVILÉGIO DE FAZER OS OUTROS FELIZES"
Deixe:me dizer algo: para Deus não há problema que seja grande, já que para ele todos são iguais. Somos nós que aumentamos os problemas. Sim, você leu bem, absolutamente todos os problemas são iguais para Deus.
Deposita nele todas as suas preocupações, pois ele cuidará de ti (1 Pe 5,7)
Acorde para a vida, acorde para o amor, acorde para a felicidade, acorde para DEUS..... e ele tudo fará.
Sê tú uma benção, em nome de Jesus.
Amém

terça-feira, 25 de maio de 2010

QUANDO DIGO DEUS....



Quando digo Deus,
os olhos se fecham, e a luz me ilumina.
Quando digo Deus,
vejo meu tamanho real e espanto-me com minha vaidade.
Quando digo Deus,
minha ignorância me envergonha.
Quando digo Deus,
meu orgulho se abate.
Quando digo Deus,
minha angústia de futuro se alivia.
Quando digo Deus,
a correria desenfreada da vida perde o sentido.
Quando digo Deus,
a ambição que atormenta desaparece.
Quando digo Deus,
a arrogância...se dissolve no ar.
Quando digo Deus,
a prepotência... se desfaz na poeira.
Quando digo Deus,
os caminhos se abrem para novos destinos.
Quando digo Deus,
a chama do amor começa a aquecer devagar.
Quando digo Deus,
a vida se transforma numa caminhada mais leve.
Quando digo Deus,
olho meus companheiros com esperança e afeto.
Quando digo Deus,
os braços se abrem para as crianças.
Quando digo Deus,
o pão fica mais saboroso em minha boca.
Quando digo Deus,
o canto embala o meu trabalho.
Quando digo Deus,
o sono vem e alivia o meu cansaço.
Quando digo Deus,
o abraço e o beijo se purificam.
Quando digo Deus,
a palavra amor faz sentido.
Quando digo Deus,
minha voz é uma canção levada pelo vento.
Quando digo Deus,
a noite cai em silêncio, e a paz invade meu coração.
Quando digo Deus,
é como se visse o milagre do amanhecer.
Quando digo Deus,
não preciso dizer mais nada.


Por Douglas Tufano
Professor e Autor de livros didáticos

"Aqueles que amamos não morrem nunca. Apenas partem antes de nós."

Lindo vídeo publicado no YouTube.
Postei aqui para você minha amada amiga.
Que o Senhor traga todo conforto que seu coração necessita neste momento. E lembre-se que esta separação será breve. O reencontro é apenas uma questão de tempo.

Você sabe amar? Eu estou aprendendo.

Você sabe amar? Você sabe amar? 
Eu  estou aprendendo. Estou aprendendo a aceitar as pessoas, mesmo quando elas me desapontam. Quando fogem do ideal que tenho para elas, quando me ferem com palavras ásperas ou ações impensadas.
É difícil aceitar as pessoas assim como elas são, não como eu  desejo que elas sejam. É difícil, muito difícil, mas estou aprendendo.
Estou aprendendo a amar. Estou aprendendo a escutar, escutar  com os olhos e ouvidos, escutar com a alma e com todos os sentidos.
Escutar o que diz o coração, o que dizem os ombros caídos,  os olhos, as mãos irrequietas. Escutar a mensagem que se esconde por entre as palavras corriqueiras, superficiais.
Descobrir a angústia disfarçada, a insegurança mascarada, a solidão encoberta. Penetrar o sorriso fingido, a alegria simulada, a vanglória exagerada.
Descobrir a dor de cada coração.
Aos poucos, estou aprendendo a amar.
Estou aprendendo a perdoar. Pois o amor perdoa, lança fora as mágoas, e apaga as cicatrizes que a incompreensão e a insensibilidade gravaram no coração ferido.
O amor não alimenta mágoas com pensamentos dolorosos.
Não cultiva ofensas com lástimas e autocomiseração. O amor perdoa, esquece, extingue todos os traços  de dor no coração.
Passo a passo, estou aprendendo a perdoar, a amar.
Estou aprendendo a descobrir o valor que se encontra dentro de cada vida, de todas as vidas.
Valor soterrado pela rejeição, pela falta de compreensão, carinho e aceitação, pelas experiências duras vividas ao longo dos anos.
Estou aprendendo a ver nas pessoas a sua alma e as possibilidades que  Deus lhes deu.
Estou aprendendo... Mas como é lenta a aprendizagem!!! E como dói.
Como...., é difícil amar, amar como Cristo amou! Todavia, tropeçando, errando, estou aprendendo...
Aprendendo a pôr de lado as minhas próprias dores, meus interesses, minha ambição, meu orgulho, quando estes impedem o bem-estar e a felicidade de alguém!

O tesouro mais precioso.
Uma mulher velha e sábia fazia uma viagem através das montanhas quando, no leito de um rio, encontrou uma pedra preciosíssima.
No dia seguinte, continuando o seu caminho, deparou-se com um viajante que tinha fome. Para atender ao seu pedido de ajuda, a mulher abriu a bolsa para dividir com ele a comida.
O homem deslumbrou-se com a visão da pedra e pediu à mulher que lha desse de presente, o que ela fez sem hesitar.
O viajante se foi, rejubilando-se por sua sorte... Aquela pedra poderia garantir-lhe segurança e bem-estar por toda a sua vida.
Mas, alguns dias depois, ele voltou à procura da mulher... Ao encontrá-la entregou-lhe a pedra dizendo: “Pensei muito e sei bem o valor dessa pedra, mas venho devolvê-la. O que eu quero é algo muito mais precioso... Se for possível, me dê o que está dentro da senhora e que a fez capaz de entregar-me sem hesitação um tesouro como esse.” Desconheço o autor.

Aprender a amar... Aprender a perdoar... Isso equivale a aprender a ser inteiro, ser livre. Mas são aprendizados muito difíceis, que requerem muita fé em Deus.
Somente duas coisas podem nos ajudar nessa tarefa: o tempo, que nos amadurece, nos faz mais humildes e alunos de tudo; e a espiritualidade, que nos dá o conhecimento interior e, com ele, a certeza de não nos perdermos nos labirintos do caminho.
Repita comigo essas palavras:
Senhor, creio em ti! Senhor, creio em ti! Senhor, creio em ti!
Creio que és o doador da vida. Creio que és meu Salvador. Creio que és a ressurreição e a vida. Ajuda-me a manter-me firme no que estou crendo.
“...quem crê em mim fará as obras que eu faço, e fará ainda maiores do que estas. Pois eu vou para o Pai. E o que pedirdes em meu nome, eu o farei, a fim de que o Pai seja glorificado no Filho. Se pedirdes algo em meu nome, eu o farei” (Jo 14,12-14)
AMÉM

segunda-feira, 24 de maio de 2010

CEDER

Por que será que nos lamentamos tanto quando nos decepcionamos, perdemos e erramos?
O mundo não acaba quando nos enganamos; ele muda, talvez, de direção.
Mas precisamos tirar partido dos nossos erros.
Por que tudo teria que ser correto, coerente, sem falhas?
As quedas fazem parte da vida e do nosso aprendizado dela.
Que dói, dói. Ah! Isso não posso negar!
Dói no orgulho, principalmente.
E quanto mais gente envolvida, mais nosso orgulho dói.
Portanto, o humilhante não é cair, mas permanecer no chão enquanto a vida continua seu curso.
O problema é que julgamos o mundo segundo nossa própria maneira de olhar e nos esquecemos que existem milhões e milhões de olhares diferentes do nosso.
Mas não está obrigatoriamente errado quem pensa diferente da gente só porque pensa diferente.
E nem obrigatoriamente certo.
Todo mundo é livre de ver e tirar suas próprias conclusões sobre a vida e sobre o mundo. Às vezes acertamos, outras erramos. E somos normais assim.
Então, numa discussão, numa briga, pare um segundo e pense: "e se eu estiver errado?" É uma possibilidade na qual raramente queremos pensar. Nosso "eu" nos cega muitas vezes.
Nosso ciúme, nosso orgulho e até, por que não, nosso amor?
Não vemos o lado do outro e nem queremos ver.
E somos assim, muitas vezes injustos tanto com o outro quanto com a gente mesmo, já que nos recusamos a oportunidade de aprender alguma coisa com alguém.
E é porque tanta gente se mantém nessa posição que existem desavenças, guerras, separações.
Ninguém cede e as pessoas acabam ficando sozinhas.
E de que adianta ter sempre razão, saber de tudo, se no fim o que nos resta é a solidão?
Vida é partilha.
E não há partilha sem humildade, sem generosidade, sem amor no coração.
Na escola, só aprendemos porque somos conscientes de que estamos lá porque não sabemos ainda; na vida é exatamente a mesma coisa.
Se nos fecharmos, se fecharmos nossa alma e nosso coração, nada vai entrar. E será que conseguiremos nos bastar a nós mesmos?
Eu duvido.
Não andamos em cordas bambas o tempo todo, mas às vezes é o único meio de atravessar.
Somos bem mais resistentes do que julgamos; a própria vida nos ensina a sobreviver, viver sobre tudo e sobretudo.
Nunca duvide do seu poder de sobrevivência!
Se você duvida, cai.
Aprenda com o apóstolo Pedro que, enquanto acreditou, andou sobre o mar, mas começou a afundar quando sentiu medo.
Então, afundar ou andar sobre as águas?
Depende de nós, depende de cada um em particular. Podemos nos unir em força na oração para ajudar alguém, mas só esse alguém pode decidir a ter fé, força e coragem para continuar essa maravilhosa jornada da vida.

Não sei quais são os seus problemas, mas diga ao Senhor as seguintes palavras:
Senhor, com minhas forças não posso navegar sobre estas circunstâncias. Mas hoje tiro o olhar dos meus problemas e os volto para ti, Senhor. Creio que como convidaste Pedro a caminhar sobre as águas, que eu também poderei caminhar sobre as minhas ao confiar em ti.
Creio, Pai, que podes fazer tua obra em minha vida.
Porque creio, espero uma resposta, em nome de Jesus!
Amém

sábado, 22 de maio de 2010

Orando....

Amados,
Não se esqueça que Deus dispõe de todas as coisas para o bem daqueles que o amam, como diz Rm 8,28.
Talvez você não entenda o que está vivendo ou passando neste momento. O porquê das situações que chegam à sua vida.
Nem tudo é tão mau como parece, às vezes. Deus tem um propósito maior através delas.
Todas as situações de hoje podem ser um testemunho amanhã.
Pai, dá-me a paz e a força necessárias para suportar as coisas que são para meu bem.
Peço-te em nome de Nosso Senhor Jesus.
Amém

LIMITES

Somos as primeiras gerações de pais decididos a não repetir com os filhos, os erros de nossos progenitores.
E com o esforço de abolirmos os abusos do passado...
...somos os pais mais dedicados e compreensivos mas,
por outro lado.....os mais bobos e inseguros que já houve na história.
O grave é que estamos lidando com crianças mais “espertas” do que nós, ousadas, e mais “poderosas” que nunca!
Parece que, em nossa tentativa de sermos os pais que queríamos ser, passamos de um extremo ao outro.
Assim, somos a última geração de filhos que obedeceram a seus pais...
... e a primeira geração de pais que obedecem a seus filhos.
Os últimos que tivemos medo dos pais....
...e os primeiros que tememos os filhos.
Os últimos que cresceram sob o mando dos pais...
...e os primeiros que vivem sob o jugo dos filhos.
E, o que é pior... ...os últimos que respeitamos nossos pais...
...e os primeiros que aceitamos que nossos filhos nos faltem com o respeito.
À medida que o permissível substituiu o autoritarismo, os termos das relações familiares mudou de forma radical, para o bem e para o mal.
Com efeito, antes se considerava um bom pai, aquele cujos filhos se comportavam bem, obedeciam suas ordens, e os tratavam com o devido respeito.
E bons filhos, as crianças que eram formais, e veneravam seus pais, mas à medida em que as fronteiras hierárquicas entre nós e nossos filhos foram se desvanecendo, hoje, os bons pais são aqueles que conseguem que seus filhos os amem, ainda que pouco o respeitem.
E são os filhos, quem agora, esperam respeito de seus pais, pretendendo de tal maneira que respeitem suas ideias, seus gostos, suas preferências e sua forma de agir e viver.
E que além disso, que patrocinem no que necessitarem para tal fim.
Quer dizer ; os papéis se inverteram. Agora são os pais que têm que agradar a seus filhos para “ganhá-los” e não o inverso como no passado.
Isto explica o esforço que fazem tantos pais e mães para serem os melhores amigos e “darem tudo” a seus filhos.
Dizem que os extremos se atraem.
Se o autoritarismo do passado encheu os filhos de medo de seus pais, a debilidade do presente os preenche de medo e menosprezo... ao nos verem tão débeis e perdidos como eles.
Os filhos precisam perceber que durante a infância, estamos à frente de suas vidas, como líderes capazes de sujeitá-los quando não os podemos conter, e de guiá-los, enquanto não sabem para onde vão.
É assim que evitaremos que as novas gerações se afoguem no descontrole e tédio no qual está afundando uma sociedade que parece ir à deriva, sem parâmetros nem destino.
Se o autoritarismo suplanta, o permissível sufoca.
Apenas uma atitude firme, respeitosa, lhes permitirá confiar em nossa idoneidade para governar suas vidas enquanto forem menores, porque vamos à frente liderando-os...
...e não atrás, carregando-os e rendidos às suas vontades.
Os LIMITES abrigam o indivíduo. Com amor ilimitado e profundo respeito.
Texto Mônica Monastério ( Madrid-Espanha ).

Ouvi recentemente uma frase que dizia que precisamos nos preocupar em deixar um mundo melhor para nossos filhos, porém acredito que nosso foco principal é "que tipo de filhos vamos deixar para este mundo".
Por isso amados, confiem na palavra do Senhor quando nos diz para ensinarmos nossos filhos no caminho dEle, pois quando o mesmo crescer não se desviará.
Esta é nossa esperança, no Deus que tudo pode.
Um mundo melhor só será possível, se nossos filhos estiverem na presença do Senhor.
Deus os abençoe.
Sheila Passuello

sexta-feira, 21 de maio de 2010

O Segredo da Vida está dentro de si.

Simplesmente emocionante, o milagre da criação.



"No mesmo momento em todo o mundo,
Deus leva uma vida e Deus dá uma vida ... "
O nosso vídeo: "O Segredo", vai mostrar imagens maravilhosas;
o maior milagre: a emergência da Vida desde a concepção ao nascimento.
Você pode ver a beleza da vida, neste vídeo encantador com imagens de nascituros,
 Vida, a Grande Maravilha ...

Fonte: http://www.youtube.com/watch?v=8DYR0NpGFyM

APRENDI E DECIDI

E assim, depois de muito esperar,
num dia como outro qualquer,
decidi triunfar...

Decidi não esperar
as oportunidades
e sim,
eu mesmo buscá-las.

Decidi ver cada problema
como uma oportunidade
de encontrar uma solução.

Decidi ver cada deserto
como uma possibilidade
de encontrar um oásis.

Decidi ver cada noite
como um mistério a resolver.

Decidi ver cada dia
como uma nova oportunidade
de ser feliz.

Naquele dia descobri
que meu único rival não era mais
que minhas próprias limitações
e que enfrentá-las era a única
e melhor forma de as superar.

Naquele dia, descobri
que eu não era o melhor
e que talvez eu nunca tivesse sido.
Deixei de me importar
com quem ganha ou perde.
Agora me importa simplesmente
saber melhor o que fazer.

Aprendi que o difícil
não é chegar lá em cima,
e sim deixar de subir.

Aprendi que o melhor triunfo
é poder chamar alguém
de “Amigo”.

Descobri que o amor
é mais que um simples estado
de enamoramento,
“O amor é uma filosofia de vida”.

Naquele dia,
deixei de ser um reflexo
dos meus escassos triunfos passados
e passei a ser uma tênue luz no presente.

Aprendi que de nada serve Ser Luz
se não iluminar o caminho dos demais.
Naquele dia,
decidi trocar
tantas coisas...

Naquele dia,
aprendi que os sonhos
existem para tornar-se realidade.

E desde aquele dia
já não durmo
para descansar...
Simplesmente
durmo para sonhar.

Por Walt Disney

quinta-feira, 20 de maio de 2010

DOIS LAGOS, DUAS FILOSOFIAS, UMA VIDA.

Na Terra Santa, há dois lagos alimentados pela mesma fonte: o Rio Jordão.
Ficam situados a alguns quilômetros de distância um do outro.
Mas ambos possuem características bem distintas entre si.
Um é o Lago de Genesaré, também conhecido como Mar da Galileia ou Lago de Tiberíades.
O outro é o chamado “Mar Morto”.
O primeiro é azul, cheio de vida e de contrastes, de calma e de ondas. Nas suas margens, refletem-se as flores amarelas dos seus prados.
O Mar Morto é uma lagoa densa e de água salgada, em que não há vida. A água que vem do rio, ali fica estagnada.
O que é que faz destes dois lagos, alimentados pelo mesmo rio, lagos tão diferentes ?
Simplesmente isto:
O Lago de Genesaré transmite generosamente o que recebe.  A sua água, quando ali chega parte de imediato para remediar a seca dos campos. Sacia a sede dos homens e dos animais.
É uma água altruísta.
A água do Mar Morto estagna-se.
Adormece.
É salgada.
Pesada.
Mata.
É uma água egoísta, estagnada, inútil.
Com as pessoas, passa-se o mesmo.
Recebem a vida da mesma fonte.
As que vivem com generosidade, dando-se e oferecendo-se aos outros, geram vida e fazem viver.
As pessoas que, com egoísmo, recebem, guardam e não dão, são como água estagnada, que morre e causa a morte à sua volta.
Muitas pessoas se parecem com o Mar Morto: só recebem, acumulam, não se dão e assim constroem uma vida amarga e infeliz.
São extremamente salgadas; intragáveis.
Há outras, porém, que dão e se oferecem a si mesmas com generosidade e sem nada esperar como recompensa.
Estas são as pessoas mais felizes do mundo.
Quanto menos partilhamos mais pobres nos tornamos.
Quanto mais nós damos, mais recebemos.
O que acumula apenas para si, chama desesperadamente pela infelicidade e esta vem ter com ele.
Recebe de graça e não reparte, acumula só para si e apodrece.
Enquanto o que reparte, divide, planta, colhe, reflorece.
Somente em Deus espera, e a Seu tempo acontece.
Pode até perder aquí… Mas colherá na eternidade…
O que partilha,
abre a porta à felicidade...
O Senhor te abençoe e te guie.
Em nome de Jesus.
Amém

terça-feira, 18 de maio de 2010

O meu "EU"

Esses dias alguém me fez uma pergunta muito interessante, o que me fez pensar um pouco antes de responder, mas logo cheguei a uma conclusão.
A pergunta foi a seguinte: Eu gostaria de saber qual tem sido a maior dificuldade que você tem encontrado em sua caminhada com Cristo.
É interessante que rapidamente me passou tanta coisa pela cabeça, me lembrei de algumas dificuldades que já passei, algumas circunstâncias difíceis, mas cheguei a conclusão, de que a maior dificuldade que tenho encontrado nesta caminhada é o meu "eu".
Gl 5:17 "Porque a carne milita contra o Espírito, e o Espírito, contra a carne, porque são opostos entre si; para que não façam o que porventura, seja do vosso querer". Rm 7:18-20 "Porque eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem nenhum, pois o querer o bem está em mim; não, porém, o efetua-lo. Porque não faço o bem que prefiro, mas o mal que não quero, esse faço. Mas, se eu faço o que não quero, já não sou eu quem o faz, e sim o pecado que habita em mim".
Quantas barreiras eu tenho encontrado no meu caminho que são frutos das minhas escolhas erradas, meus formatos, pré-conceitos, insegurança, meus limites, medo, expectativas erradas, escolhas erradas... enfim uma lista grande. Os grandes confrontos que tenho vivido nestes últimos tempos não são exteriores, mas sim interiores. Tenho pensado muito sobre isto e tenho chegado a uma conclusão de que todas as vezes que o meu "eu" se tornou o meu centro, eu me frustrei.
Muitas vezes buscamos a simplicidade, humildade, santidade, enfim os atributos do caráter de Cristo e nos tornamos vaidosos ou mesmo orgulhosos por nos tornarmos um pouquinho ou quase nada mais parecidos com Ele.
Tudo o que Jesus fazia apontava para o Pai, e não para Ele mesmo. Buscamos seus atributos, mas desapercebemos do "estilo de vida" que Ele veio para nos ensinar.
Jo 8:54 "Respondeu Jesus: Se eu me glorifico a mim mesmo, a minha glória nada é; quem me glorifica é meu Pai, o qual vós dizeis que é vosso Deus".
Jo 8:28,29 "Disse-lhes, pois, Jesus: Quando levantardes o Filho do homem, então, sabereis que EU SOU e que nada faço por mim mesmo; mas falo como o Pai me ensinou".
Esses dias li algumas frases que me impactaram muito e que eu gostaria de compartilha-las com vocês.
"Os santos concordam que são pecadores; só os pecadores acham que são santos". Peter kreeft
"A verdade é esta: o orgulho deve morrer em você, ou nada do céu poderá viver em você". Andrew Murray
"Alguns cristãos bem intencionados (mas equivocados) tentam manufaturar artificialmente o espírito humilde e acabam criando uma nova forma de orgulho". Gary Thomas
A melhor maneira de avançar nos planos e propósitos de Deus para a nossa vida é nos rendendo a Ele, morrendo para nós mesmos, para que Ele viva em nós.
Gl 6:14 "Mas longe esteja de mim gloriar-me, senão na cruz de nosso Senhor Jesus Cristo, pela qual o mundo está crucificado para mim, e eu, para o mundo".
Rm 6:4 "Fomos, pois, sepultados com ele na morte pelo batismo; para que, como Cristo foi ressuscitado dentre os mortos pela glória do Pai, assim também andemos nós em novidade de vida".
2 Co 4:11 "Porque nós, que vivemos, somos sempre entregues à morte por causa de Jesus, para que também a vida de Jesus se manifeste em nossa carne mortal".
Esta deve ser uma escolha diária, "nos esvaziarmos de nós mesmos para que sejamos cheios do Senhor".
Quero te convidar a meditar neste texto e a pedir que o Senhor sonde o seu coração.

segunda-feira, 17 de maio de 2010

DIGA NÃO a violência contra as Mulheres!

HOMENS DE DEUS, é de vocês que precisam as nossas MULHERES.

 "HOMEM"
Esse texto foi escrito em 2002 em Maricá-Itaipuaçu-RJ
Feito para os Homens.
Dedicado as Mulheres.
Que fique o texto, pelas gerações que virão.
-Que as Mulheres possam ocupar seu espaço, sem competir com os Homens.
-Que os Homens possam se comportar como Homens sem machucá-las.
Adna de Souza


Homem quando és semente apenas,
é no corpo de uma Mulher,
que germinas...
Quando nasces chorando,
é nos braços de uma Mulher,
que te acalmas...
Quando sentes fome,
é nos seios de uma Mulher,
que te sacias...
Quando tentas andar,
é com auxílio de uma Mulher,
que arriscas os primeiros passos...
Quando começas a falar,
é uma Mulher quem te ensina
as primeiras palavras...
Quando te preparas para enfrentar a vida,
é uma Mulher quem te incentiva,
e te molda o caráter...
Quando começas a despertar para o amor,
é uma Mulher
quem te faz sonhar...
Quando sentes solidão
é uma Mulher que procuras,
para ser tua companheira
ao longo da vida.
Quando te multiplicas é uma Mulher
que dá luz aos teus filhos
dando continuidade
a tua descendência.
Quando enfim...
Entenderás,
que a Mulher compartilha com a natureza
a criação da própria vida...
Quando enfim, entenderás,
que dependes dela.
Respeite-a!
Ame-a!
Proteja-a!
E certamente te sentirás,
Mais Homem.

MULHER, HOMEM, copie este texto, encaminhe, publique, faça o que lhe cabe, mas ajude a combater este mau que quando atinge uma mulher, indiretamente ou até diretamente, é também um tiro certeiro em nossas crianças (os filhos).
Sejamos o sal, porque se ele tornar-se insípido para nada mais servirá.
Deus esteja contigo.

U2 - Entrevista para 7000 Pastores - Parte 1

U2 - Entrevista para 7000 Pastores - Parte 2

AS PALAVRAS DIZEM TUDO...

SEM A GRAÇA SOMOS TODOS IGUAIS - U2 - PLEASE

Poucos são os que tem a coragem de comparar-se a um terrorista publicamente!
Sem a GRAÇA somos todos iguais.
Sem JESUS estamos todos condenados.


U2 - Em busca do Senhor!!

quinta-feira, 13 de maio de 2010

Para que gastar tempo lendo a bíblia? Nunca conseguirei decorar!!

O CESTO E A ÁGUA
Um discípulo chegou para seu mestre e perguntou:
- Mestre, por que devemos ler e decorar a Palavra de Deus se nós não conseguimos memorizar tudo e com o tempo acabamos esquecendo? Somos obrigados a constantemente decorar de novo o que já esquecemos.
O mestre não respondeu imediatamente. Ele ficou olhando para o horizonte por alguns minutos e depois ordenou ao discípulo:
- Pegue aquele cesto de junco, desça até o riacho, encha o cesto de água e traga até aqui.
O discípulo olhou para o cesto sujo e achou muito estranha a ordem do mestre, mas, mesmo assim, obedeceu. Pegou o cesto, desceu os cem degraus da escadaria do mosteiro até o riacho, encheu o cesto de água e começou a subir.
Como o cesto era todo cheio de furos, a água foi escorrendo e quando chegou até o mestre já não restava nada.
O mestre perguntou-lhe:
- Então, meu filho, o que você aprendeu?
O discípulo olhou para o cesto vazio e disse, jocosamente:
- Aprendi que cesto de junco não segura água.
O mestre ordenou-lhe que repetisse o processo.
Quando o discípulo voltou com o cesto vazio novamente, o mestre perguntou-lhe:
- Então, meu filho, e agora, o que você aprendeu?
O discípulo novamente respondeu com sarcasmo:
- Que cesto furado não segura água.
O mestre, então, continuou ordenando que o discípulo repetisse a tarefa.
Depois da décima vez, o discípulo estava desesperadamente exausto de tanto descer e subir as escadarias.
Porém, quando o mestre lhe perguntou de novo:
- Então, meu filho, o que você aprendeu?
O discípulo, olhando para dentro do cesto, percebeu admirado:
- O cesto está limpo! Apesar de não segurar a água, a repetição constante de encher o cesto acabou por lavá-lo e deixá-lo limpo.
O mestre, por fim, concluiu:
- Não importa que você não consiga decorar todas as passagens da Bíblia que você lê, o que importa, na verdade, é que, no processo, a sua mente e a sua vida ficam limpas diante de Deus.
O Senhor te abençoe e te guarde!
O Senhor te mostre a sua face e conceda-te sua graça!
O Senhor volva o seu rosto para ti e te dê a paz!
(Números 6,24-26)
Deus abençoe a tua vida .
Compartilhe esta mensagem.

quarta-feira, 12 de maio de 2010

NADA SOU, MAS SEI QUE TUDO POSSO EM TI

CASA E LAR

Casa é uma construção de cimento e tijolos.
Lar é uma construção de valores e princípios.
Casa é o nosso abrigo das chuvas, do calor, do frio...
Lar é o abrigo do medo, da dor e da solidão.
Casa é o lugar onde as pessoas entram para dormir, usar o banheiro, comer. Onde temos pressa para sair e retardamos a hora de voltar.
O lar é o lugar onde os membros da família anseiam por estar nele, onde refazem suas energias, alimentam-se de afeto e encontram o conforto do acolhimento. É onde temos pressa de chegar e retardamos a hora de sair.
Numa casa criamos e alimentamos problemas.
O lar é o centro de resolução de problemas.
Numa casa moram pessoas que mal se cumprimentam e se suportam.
Num lar vivem companheiros que, mesmo na divergência, se apóiam e nas lutas se solidarizam.
Casa é local de dissensões, conflitos, discórdia...
No lar as dissensões, os conflitos, existindo, servirão para esclarecer e engrandecer.
Numa casa desdenha-se dos nossos valores.
No lar sonhamos juntos.
Numa casa há azedume e destrato.
Num lar sempre há lugar para a alegria.
Numa casa nascem muitas lágrimas.
Num lar plantam-se sorrisos.
A casa é um nó que oprime, sufoca...
O lar é um ninho que aconchega.
Se você ainda mora em uma casa, nós o (a) convidamos a transformá-la, com urgência, em um lar e que Jesus seja sempre o seu convidado especial.
Texto de: Abigail Guimarães (inspirada numa reflexão de Alba Magalhães David)

Pai de amor e misericórdia.
Te agradeço porque tenho um lar.
Porque nele encontrei o amor e a segurança tão almejada.
Porque nele sinto sua presença constante.
Obrigada por teu amor e compreensão.
Sua presença é tudo que preciso.
Dá-me tua sabedoria, tua paz, teu perdão.
Dá-me todos os dias o dom de oferecer a outra face.
Dá-me forças para continuar.
Tira toda dor e ressentimento.
Cura as feridas e limpa meu ser.
Que eu não seja ingrata nunca, e não me esqueça de que foi o Senhor
que me salvou e libertou.
Obrigada porque hoje posso chama-lo de PAI.
Meu querido e amado Pai.
Não permita que o sal torne-se insípido.
Te amo Senhor.
Preciso de ti.
Fica. Sempre. Aqui.
Toda honra, glória e louvor ao único Deus da Salvação,
meu Senhor Jesus.
Amém

História Verídica

A ÚLTIMA VIAGEM DE TAXI

Houve um tempo em que eu ganhava a vida como motorista de táxi. Os passageiros embarcavam totalmente anônimos. E, às vezes, me contavam episódios de suas vidas, suas alegrias e suas tristezas...

Encontrei pessoas que me surpreenderam. Mas, NENHUMA como aquela da noite de 25 para 26 de julho do último ano em que trabalhei na praça!

Havia recebido já tarde da noite uma chamada vinda de um pequeno prédio de tijolinhos, em uma rua tranqüila do subúrbio de Belo Horizonte, capital das Minas Gerais. Quando cheguei ouvia cachorros latindo longe. O prédio estava escuro, com exceção de uma única lâmpada acesa numa janela do térreo.Nestas circunstâncias, outros teriam buzinado duas ou três vezes, esperariam só um pouco e, então, iriam embora. Mas, eu sabia que muitas pessoas dependiam de táxis como único meio de transporte a tal hora.

A não ser, portanto, que a situação fosse claramente perigosa, eu sempre esperava...

"Este passageiro pode ser alguém que necessita de ajuda", pensei.

Assim, fui até a porta e bati.

"Um minutinho", respondeu uma voz débil e idosa.

Ouvi alguma coisa ser arrastada pelo chão...

Depois de uma pausa longa, a porta abriu-se.

Vi-me então diante de uma senhora bem idosa, pequenina e de frágil aparência!

Usava um vestido estampado e um chapéu bizarro daqueles usados pelas senhoras idosas nos filmes da década de 40! E se equilibrava numa bengala, enquanto segurava com dificuldade uma pequena mala...Dava para ver que a mobília estava toda coberta com lençóis. Não haviam relógios, roupas ou adornos sobre os móveis. Num canto jazia uma caixa aberta com fotografias e vidros...

A velha senhora, esboçando então um tímido sorriso de quem havia já perdido todos os dentes, pediu-me:

“O senhor poderia me ajudar com a mala?” Eu peguei a mala e ajudei-a caminhar lentamente até o carro. E enquanto se acomodava ela ficou me agradecendo...

-"Não é nada, apenas procuro tratar meus passageiros do jeito que gostaria que tratassem minha velha mãe”...

-" Oh!, você é um bom rapaz!" Quando embarcamos, deu-me um endereço e pediu:

-"O senhor poderia ir pelo centro da cidade?"

-" Este não é o trajeto mais curto", alertei-a prontamente.

-" Eu não me importo... Não estou com pressa... Meu destino é o último! O asilo dos velhos"...

Surpreso, eu olhei pelo retrovisor.

Os olhos da velhinha brilhavam marejados...

-" Eu não tenho mais família e o médico me disse que tenho muito pouco tempo"...Disfarçadamente desliguei o taxímetro e perguntei:

-"Qual o caminho que a senhora deseja que eu tome?"

Nas horas seguintes nós dirigimos por toda a cidade. Ela mostrou-me o edifício na Praça 7 em que havia, em certa ocasião, trabalhado como ascensorista...

Nós passamos pelas cercanias em que ela e o esposo tinham vivido como recém-casados.

E também pela Igrejinha de São Francisco, na Pampulha, onde comemoraram Bodas de Ouro!

Ela pediu-me que passasse em frente a uma loja de móveis na região da Praça da Liberdade, que havia sido um grande salão de dança que ela freqüentara quando mocinha!

De vez em quando, pedia-me para dirigir vagarosamente em frente a um edifício ou esquina. Era quando ficava então com os olhos fixos na escuridão, sem dizer nada... E olhava. Olhava e suspirava...E assim rodamos a noite inteira...

Quando o primeiro raio de sol surgiu no horizonte, ela disse de repente:

"Estou cansada... E pronta! Vamos agora!"Seguimos, então, em silêncio, para o endereço que ela havia me dado. Chegamos a um prédio rodeado de árvores, uma pequena casa de repouso. Dois atendentes caminharam até o taxi, assim que paramos. Eram amáveis e atentos e logo se acercaram da velha senhora, a quem pareciam esperar. Eu abri o porta-malas do carro e levei a pequena valise até a porta. A senhora, já sentada em uma cadeira de rodas, perguntou-me então pelo custo da corrida.

-" Quanto lhe devo?", ela perguntou, pegando a bolsa.

-"Nada!", eu disse.

-" Você tem que ganhar a vida, meu jovem”.

-" Há outros passageiros", respondi.

Quase sem pensar, curvei-me e dei-lhe um abraço. Ela me envolveu comovidamente e devolveu-me com um beijo afetuoso e repleto da mais pura e genuína gratidão!

E disse:

-"Você deu a esta velhinha bons momentos de alegria, como não tinha há tanto tempo... Só Deus é quem sabe o quanto você fez por mim! Obrigada, MEU AMIGO! Mil vezes obrigada!!!”

Apertei sua mão pela última vez e caminhei no lusco-fusco da alvorada sem olhar para trás, pois as lágrimas corriam-me abundantes pela face...

Atrás de mim uma porta foi fechada.

Era o som do término de uma vida...

Naquele dia não peguei mais passageiros.

Dirigi sem rumo, perdido nos meus pensamentos. Mal podia falar.

Dois dias depois, tomei coragem e voltei no asilo para ver como estava a minha mais nova amiga. Me disseram, então, que na noite anterior adormecera para sempre, em paz e feliz.

E fiquei a pensar, se a velhinha tivesse pego um motorista mal-educado e raivoso... Ou, então, algum que estivesse ansioso para terminar seu turno...

Óh, Deus! E se eu houvesse recusado a corrida? Ou tivesse buzinado uma vez e ido embora?

Ao relembrar, creio que eu jamais tenha feito algo mais importante na minha vida até então!

Em geral nos condicionamos a pensar que nossas vidas giram em torno de grandes momentos.

Todavia,

os GRANDES MOMENTOS freqüentemente nos pegam desprevenidos e ficam guardados em recantos que quase todo mundo considera sem importância...

quando nos damos conta... já passou.

AS PESSOAS PODEM NÃO LEMBRAR EXATAMENTE O QUE VOCÊ FEZ, OU O QUE VOCÊ DISSE.

MAS, ELAS SEMPRE LEMBRARÃO COMO VOCÊ AS FEZ SENTIR-SE.

PORTANTO, VOCÊ PODE FAZER A DIFERENÇA! PENSE NISTO!!!OS IDOSOS DE HOJE, SOMOS NÓS AMANHÃ!

Deus os abençoe, hoje e sempre.
Sheila

terça-feira, 11 de maio de 2010

Coração longe de Mim

Isaías 29:13 - Porque o Senhor disse: Pois que este povo se aproxima de mim, e com a sua boca, e com os seus lábios me honra, mas o seu coração se afasta para longe de mim e o seu temor para comigo consiste só em mandamentos de homens, em que foi instruído;

O ritual do culto no templo de Jerusalém era majestoso. Agora, no tempo de Isaías, após a morte do rei Uzias, o culto ficou uma coisa tão formal e vazia, que o Senhor reclamou - "Esse povo se aproxima de mim com a boca e me honra com os lábios, mas seu coração está longe de mim" (Isaías 29:13).

Assim como acontece com todas as coisas importantes de vida, religião é algo que precisa ser honesto e sincero. Quando a honestidade e a sinceridade acabam, aquilo que costumava ser importante vai ficando uma prática feia, sem graça, um peso insuportável. A frase de Isaías "mas seu coração está longe de mim" é uma síntese da religião feia, sem graça, com peso insuportável.

Desde os escritos antigos, o Senhor sempre deixou claro - "misericórdia quero, e não sacrifício". Misericórdia é a característica do coração compassivo. Coração compassivo é aquele que sente com honestidade e sinceridade. Por isso, a Escritura diz: "dá-me, filho meu, o teu coração". Quando nosso coração é dado ao Senhor, nosso culto flui com naturalidade, com alegria, com beleza. Dar coisas para o Senhor é fácil - mas não é o que Ele quer. Ele nos quer com intimidade, com profundeza de alma. Com coração.
Pr.Olavo Feijó

Retirando as Máscaras

Certa tarde recebi um telefonema que me deixou preocupado, e como havia falado sobre este assunto no domingo anterior este assunto veio confirmar em meu coração que era algo vindo da parte de Deus.

O fato é o seguinte: Uma pessoa me ligou dizendo-se preocupada com o seu amigo que estava desanimado e que tinha acabado de lhe dizer que iria fazer uma besteira. Esse indivíduo estava indo para casa tendo deixado o trabalho, andava desnorteado e revoltado com muitas situações que estavam lhe oprimindo. A pessoa me pediu que ligasse para esse seu amigo e conversasse com ele pois ele me respeitava e com certeza iria me ouvir, mas que eu não lhe dissesse que ela havia me ligado.

Quando terminei a ligação, imediatamente liguei para o indivíduo, que atendeu prontamente. Perguntei-lhe como estava tudo e me disse que estava tudo muito bem, “em vitória”, me garantiu. Pensando no que sua amiga tinha me contado insisti com ele dizendo que sua voz parecia meio triste e etc. Mas ele disse que não, estava tudo bem e que ele estava somente cansado. Tentei fazer-lhe falar alguma coisa e não consegui, por mais que puxasse o assunto vi que ele não falaria, então o que pude fazer foi me despedir oferecendo-lhe ajuda caso precisasse.

Ao desligar o telefone comecei a meditar no que o Dr. Augusto Cury comentou em um dos seus livros sobre a dificuldade que temos de nos abrir e falar de nós mesmos, dos nossos dramas e problemas.

Infelizmente isso é uma triste realidade que vivenciamos. Pessoas que não conseguem tirar suas máscaras e mostrar a realidade que se passa em suas vidas; escondem a qualquer custo suas lutas e dificuldades. Pessoas que por medo de serem rejeitadas e incompreendidas escondem-se atrás de uma máscara que as impede de receber a cura que é oferecida para aqueles que conseguem dividir sua dor.

Infelizmente a imagem que muitos tentam passar é que o cristão não passa por problemas e dificuldades. Verifique que me refiro a passar por dificuldades e não em viver em dificuldades. Existe uma enorme diferença entre passar por alguma determinada situação ou constantemente e vivê-la.

Isso mostra que o ser humano é definido por três pessoas distintas: uma que mostramos que somos, outra que sabemos que somos e ainda outra que Deus sabe que somos.

Infelizmente nossa cultura nos ensina a usar estas máscaras para nos proteger. Temos medo de demonstrar nossas fraquezas e sermos rejeitados por causa delas e desta forma alimentamos a imagem irreal de quem somos. Dentro de nossas igrejas isso é berrante. Escondemos até a última instância nossos dramas e muitas vezes quando falamos, a situação já está tão complicada que pouco ou nada pode ser feito.

O que precisamos entender é que assim como uma doença maligna, o quanto antes a descobrirmos e buscamos um tratamento, mais fácil será combatê-la, maiores chances teremos de sermos bem sucedidos na cura.

O que me incomoda é o fato de estarmos sempre bastante preocupados com o que os outros vão pensar se nos virem desta forma, o que as pessoas vão dizer se souberem as lutas que temos passado, os problemas que temos vivido.

O desafio é que tiremos a máscara e vivamos uma vida honesta diante de Deus e dos nossos irmãos.
Quando sabemos que alguém precisa de ajuda fica mais fácil ajudá-la. Lutemos contra o orgulho e sejamos honestos.

Responda pra você mesmo, “como te chamas?”
Por Pr. Costa Junior

Fonte: Matéria cedida gentilmente pela irmã Crislaine Meireles.
http://crislainemeireles.blogspot.com/2010/05/retirando-as-mascaras.html

A IMPORTÂNCIA DE SABER COMO ORAR (Mateus 6-5)

O SERMÃO DA MONTANHA

Para que orar se Deus conhece nossas necessidades e sempre quer e faz o que é melhor para todos os seus filhos?
Será que é porque queremos que ELE nos trate melhor do que já trata?
Cuidado com a oração que faz, ela é o método mais direto de nos relacionarmos com Deus.
É por isso que oramos, para nos relacionarmos com nosso pai, quando oramos falamos com Deus, quando lemos sua palavra é Deus que fala conosco.
Quando oramos colocamos para fora o que lá dentro do coração pensamos de Deus, pois a sua palavra diz que pelas nossas orações Deus conhecerá nosso coração. “ Sonda-me ó Deus, e conhece o meu coração; prova-me e conhece os meus pensamentos.”(Salmos 139-23)
Me diga, qual pai precisa que um filho faça sacrifícios para receber algo?
Oração é aprendermos a nos relacionar com Deus, se não aprendermos isso, oração é conversa jogada fora.
No capítulo 6 de Mateus Jesus nos ensina a orar, nessa oração há 10 ingredientes de como se relacionar com Deus.
Jesus nos ensinou como orar dando-nos como exemplo a oração do PAI NOSSO que a maioria de nós conhece, mas será que a entendemos?
Vamos entender o que é a oração?

1.Oração é relacionamento pessoal com Deus.
PAI NOSSO – isso é intimo e pessoal, relacionamento de pai para com seu filho.
VENHA A NÓS O TEU REINO – significa que existe um Reino e neste reino ele é REI.
Temos então um Deus que é PAI e que é REI.
Quando entramos em sua presença através da oração também estamos entrando no reino do PAI.

2.Oração é um exercício onde aprendemos que Deus não se confunde com a sua criação.
QUE ESTAIS NO CÉUS – ele não está no mundo.
O ESPIRITO SANTO está aqui, habita em nós, mas ele não é parte do mundo, ele criou todas as coisas, mas a natureza é inferior ao CRIADOR. (por isso não adianta crer em energias do sol, lua, terra, etc.)

3.Oração é o reconhecimento que não há manchas no caráter de Deus.
SANTIFICADO SEJA SEU NOME – significa que não há sombra de maldade em seu caráter. A sua palavra é: sim, sim, não, não, e nunca talvez.

4.Oração é aprender que além das nossas necessidades há um propósito maior de Deus para nossas vidas, o mundo não gira ao redor de nós mesmos.
VENHA A NÓS O TEU REINO – significa que queremos nos relacionar com o SENHOR, mas lembrando que existe um reino, e devemos querer que antes das nossas vontades serem atendidas, que o reino se estabeleça em nossas vidas, pois o Senhor diz: “Buscai antes o reino de Deus, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.” (Lucas 12-31)
.
5.Oração é um processo de submissão em que reconhecemos que a sabedoria de Deus é maior e mais digna que a nossa..
SEJA FEITA A TUA VONTADE – significa não querer mais ser governado pela nossa vontade (porque assim como já dizia Paulo: “Pois não faço o bem que quero, mas o mal que não quero, esse faço.”Romanos 7-19), mas ser instruído por Deus criador de todas as coisas , soberano em tudo e sabedor de tudo, pois só ele conhece o presente, o passado e o futuro, só ele tem o melhor para nós.
AQUI NA TERRA COMO NO CÉU – significa reconhecermos que somos barro, pó e que queremos que seja feito com esse barro (terra) mais claramente nós, a sua obra em nossas vidas assim como ela é feita no céu.

6.Oração é um reconhecimento que não nos bastamos, não somos suficientes, nada podemos nada por nós mesmos.
O PÃO NOSSO DE CADA DIA NOS DAÍ HOJE – ao contrario do que durante muito tempo pensei, não esta relacionado a comida, pois o SENHOR diz: “Por isso vos digo: Não andeis ansiosos pela vossa vida, quanto ao que havereis de comer ou beber; nem pelo vosso corpo, quanto ao que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o alimento, e o corpo mais do que o vestuário? Olhai para as aves do céu; não semeiam, não colhem, nem ajuntam em celeiros, e contudo, o vosso Pai celestial as alimenta. Não tendes vós muito mais valor do que elas?” (Mateus 6-25,26) . Também não é dinheiro, pois ele diz suprirei todas as vossas necessidades. O pão que Jesus nos ensinou em sua oração significa a palavra de Deus, este é o alimento que necessitamos para nosso Espírito, pois também ele diz “Nem só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que sai da boca de Deus.” (Mateus 4-4)

7.Oração é um exercício de auto exame, admitir que somos maus, reconhecer que na nossa natureza precisamos do perdão de Deus.

PERDOA AS NOSSAS DÍVIDAS (OFENSAS) – quando alguém comete um erro, ou é um devedor, ou...é uma causa que será levada a um juiz para que ele determine como será paga, ou resolvida, ou até mesmo perdoada aquela questão. Então temos um juiz.
Temos então um Deus que é PAI e que é REI e que é JUIZ.
Ainda, esta escrito: “Meus filhinhos, estas coisas vos escrevo para que não pequeis. Se, porém alguém pecar, temos um advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o justo.” (1 João 2-1 )

8.Oração é assumir o compromisso dos outros, somos intolerantes com os pecados alheios.
ASSIM COMO PERDOAMOS QUEM NOS OFENDEU – significa julgue a mim como julgo os outros, perdoa a mim como perdoei meu irmão.
Como pedir a Deus que nos perdoe, se não fizermos o mesmo com o próximo?
Diz o Senhor: “Pois com o juízo com que julgardes sereis julgado, e com a medida com que tiverdes medido, hão vos medir.”( Mateus 7-2)

9.Oração é a declaração de que dependo dos princípios de Deus para não fazer o mal.
NÃO NOS DEIXE CAIR EM TENTAÇÃO – significa que Deus preveu que seriamos independentes, porque quando nos afastamos dele, nos tornamos pessoas más.

10.E enfim aprender a adorar a Deus, reconhecer que toda honra, toda glória pertence a ELE, somente a ELE.

Amados, toda oração é eficaz. Todo filho de Deus tem esse dom, pois nos foi concedido pelo próprio Jesus. “Em verdade , em verdade vos digo que aquele que crê em mim também fará as obras que eu faço. E as fará maiores do que estas, por que eu vou para o Pai. E farei tudo o que pedirdes em meu nome, para que o Pai seja glorificado no Filho. Se me pedirdes alguma coisa em meu nome, eu o farei.” João 14-12 ao 14
Você não precisa ser uma autoridade, um sacerdote, um bispo, um padre, etc, Jesus quer você falando com ele, clamando em seu poderoso nome, ele quer ouvir sua voz se dirigindo a ele, não dependa das orações apenas dos outros, ninguém é melhor que ninguém, Jesus não ama mais um do que o outro, ele não faz diferença de filho para filho.
Toda oração feita no Espírito Santo, mesmo feita por lábios fracos é eficaz. A bíblia diz: “Da mesma maneira também o Espírito ajuda as nossas fraquezas. Não sabemos o que havemos de pedir como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós com gemidos inexprimíveis. E aquele que examina os corações sabe qual é a intenção do Espírito, porque segundo a vontade de Deus é que intercede pelos santos.” (Romanos 8-26,27)
Toda oração que fizer, querendo primeiro que se cumpra a vontade do Pai, será atendida.
Toda oração com fé é eficaz.
E o que é fé?
Fé é uma confiança inabalável no Deus que pode todas as coisas e que deseja de você somente o seu coração.
O Diabo não retalha quem ora, isso é uma mentira. “ Voltaram os setenta com alegria dizendo : Senhor, pelo teu nome, até os demônios se nos submetem.” (Lucas 10,17)
Não acredite que o Diabo tem poder de impedir a benção de Deus chegar até você. A palavra diz: “Operando Deus quem impedirá?” (Isaias 43-13)

Que o Senhor Jesus seja glorificado em cada vida que ler esta mensagem, pois tudo é por ele, para ele, para honra, glória e louvor do meu Salvador.
A Paz esteja contigo.
Sheila Passuello

Sofrimento Por Antecipação... Essa Não!

"Entrega o teu caminho ao Senhor; confia nele, e ele tudo fará" (Salmos 37:5).
Uma criança não se preocupa o tempo todo se sua casa estará lá quando retornar da escola ou se seus pais prepararão uma refeição para ela no jantar. As crianças não se preocupam com tais coisas porque confiam em seus pais. Da mesma maneira, nós, como cristãos, devemos confiar plenamente em nosso Pai divino para nos fornecer tudo o que é melhor para nossas vidas.
Por que temos nos preocupado tanto com as nossas coisas? Porque tanta ansiedade e tanta aflição? Onde está a nossa fé? Em que está firmada a nossa confiança? Muitos temem ficar sozinhos mesmo quando estão rodeados de amigos. Muitos temem ficar desempregados mesmo quando estão trabalhando em um bom emprego. Muitos se sentem atemorizados pelo fato de poder ficar doentes mesmo quando estão gozando perfeita saúde.
Mas a Palavra de nosso Deus nos orienta a"descansar no Senhor" e a "entregar o nosso caminho ao Senhor". Será que isso não é suficiente para que aproveitemos a nossa vida para desfrutar da felicidade que Deus tem para nos dar?
Quando sofremos por antecipação, acabamos atraindo as crises e problemas. Quando nos deixamos guiar pela potente e amorosa mão de Deus, as lutas e dificuldades aparecem e nem mesmo percebemos. Os nossos olhos espirituais estão firmados no Senhor e só conseguimos ver alegria, vitórias e bênçãos.
Temos sido cristãos autênticos? Temos confiado completamente no Senhor? Temos colocado nossas vidas diante do altar de Deus para que Ele nos dirija os passos e nos faça caminhar no centro de Sua vontade? E se assim o fazemos, por que tanta preocupação? Deixemos de lado toda inquietude e sigamos em frente, na força do Senhor.

Paulo Roberto Barbosa. Um cego na Internet! Visite minha homepage:

quinta-feira, 6 de maio de 2010

A VIDA

Já segurei nas mãos de alguém por estar com medo.
Já tive tanto medo, ao ponto de nem sentir minhas mãos.
Já expulsei pessoas que amava de minha vida.
Já me arrependi por isso...
Já passei noites chorando até pegar no sono.
Já fui dormir tão feliz, ao ponto de nem conseguir fechar os olhos...
Já acreditei em amores perfeitos.
Já descobri que eles não existem...
Já amei pessoas que me decepcionaram.
Já decepcionei pessoas que me amaram...
Já passei horas na frente do espelho , tentando descobrir quem sou.
Já tive tanta certeza de mim, ao ponto de querer sumir.
Já menti e me arrependi depois.
Já falei a verdade e também me arrependi...
Já fingi não dar importância a pessoas que amava, para mais tarde chorar quieta em meu canto...
Já sorri chorando lágrimas de tristeza.
Já chorei de tanto rir...
Já acreditei em pessoas que não valiam a pena.
Já deixei de acreditar nas que realmente valiam...
Já tive crises de riso quando não podia...
Já senti muita falta de alguém, mas nunca lhe disse...
Já gritei quando deveria calar, já calei quando deveria gritar...
Muitas vezes deixei de falar o que penso para agradar uns, outras vezes falei o que não pensava para magoar outros...
Já fingi ser o que não sou para agradar uns, já fingi ser o que não sou para desagradar outros...
Já contei piadas e mais piadas sem graça, apenas para ver um amigo mais feliz...
Já inventei histórias de final feliz para dar esperança a quem precisava...
Já sonhei demais, ao ponto de confundir com a realidade...
Já tive medo do escuro, hoje no escuro "me acho..me agacho..fico ali"...
Já caí inúmeras vezes achando que não iria me reerguer.
Já me reergui inúmeras vezes achando que não cairia mais...
Já liguei para quem não queria apenas para não ligar para quem realmente queria...
Já chamei pela mamãe no meio da noite fugindo de um pesadelo, mas ela não apareceu e foi um pesadelo maior ainda...
Já chamei pessoas próximas de "amigo" e descobri que não eram.
Algumas pessoas nunca precisei chamar de nada e sempre foram e serão especiais para mim...
Não me dêem fórmulas certas, porque eu não espero acertar sempre... Não me mostre o que esperam de mim, porque vou seguir meu coração!... Não me façam ser o que eu não sou, não me convidem a ser igual, porque sinceramente sou diferente!...
Não sei amar pela metade.
Não sei viver de mentiras.
Não sei voar com os pés no chão...
Sou sempre eu mesma, mas com certeza não serei a mesma para sempre.

segunda-feira, 3 de maio de 2010

ESTRELA DO MAR

Era uma vez um escritor que morava em uma tranqüila praia, junto a uma colônia de pescadores.
Todas as manhãs ele caminhava à beira do mar para se inspirar, e a tarde ficava em casa escrevendo.
Certo dia, caminhando pela praia, ele viu um vulto que parecia dançar.
Ao chegar perto, ele reparou que se tratava de um jovem que recolhia estrelas-do-mar da areia para, uma por uma, jogá-las novamente de volta ao oceano.
"Por que está fazendo isso ?“ - perguntou o escritor 
"Você não vê ! - explicou o jovem - A maré está baixa e o sol está brilhando. Elas irão secar e morrer se ficarem aqui na areia".  
O escritor espantou-se. "Meu jovem, existem milhares de quilômetros de praias por este mundo afora, e centenas de milhares de estrelas-do-mar espalhadas pela praia.Que diferença faz ? Você jogar umas poucas de volta ao oceano. A maioria vai morrer de qualquer forma".
O jovem pegou mais uma estrela na praia, jogou de volta ao oceano e olhou para o escritor e disse:
"Para essa aqui eu fiz a diferença...".
Naquela noite o escritor não conseguiu escrever, sequer dormir.
Pela manhã, voltou a praia, procurou o jovem, uniu-se a ele e, juntos, começaram a jogar estrelas-do-mar de volta ao oceano.
Seja, também, mais um dos que querem fazer do mundo um lugar melhor.
FAÇA A DIFERENÇA, SEJA A DIFERENÇA.

Carta à Igreja de Esmirna – Apocalipse 2-8,11

“8 Ao anjo da Igreja de Esmirna escreve: Isto diz o primeiro e o último, o que foi morto e reviveu: 9 Conheço a tua tribulação e a tua pobreza (mas tu és rico), e a blasfema dos que se dizem judeus, e não são, mas são sinagogas de Satanás. 10 Não temas as coisas que estás para sofrer. Escutai: o diabo lançará alguns de vós na prisão, para que sejais provados, e terei uma tribulação de dez dias. Sê fiel até à morte, e dar-te-ei a coroa da vida. 11 Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas. O que vencer, de modo algum sofrerá o dano da segunda morte.”


Esmirna é a igreja sofredora, perseguida pelo império romano, que vai do ano de 100 até o ano de 312 na história.
Esmirna significa amargo, amargura.
Mas a raiz da palavra vem de mirra, que era um dos componentes que servia para embalsamar os mortos (Jo 19:39).
Mirra era um perfume feito de uma planta cujo processo para tirar o perfume era esmagando a planta. E enquanto os nosso irmãos de Esmirna eram esmagados, pela pressão do Império Romano, era o bom perfume de Cristo que era exalado.
Quanto mais a igreja era perseguida, mais ela crescia.
No versículo 8, Cristo se apresenta à igreja sofredora, lembrando ela, que ele também esteve morto, mas venceu a morte e hoje vive. Mencionando sua morte e garantindo que esta vivo, o Senhor Jesus esta animando aqueles cristãos que estavam sofrendo tanto em Seu Nome.
No versículo 9, Cristo fala da tribulação que Ermina passava, e tribulação quer dizer ser apertado pelos dois lados. E eles eram literalmente apertados pelos pagãos e pelos judeus.
“Conheço a tua pobreza” se refere à pobreza material provocada pelos saques e perseguições que muitas vezes os impedia até de terem emprego.
“Mas és rico”, os valores de Deus são opostos aos do mundo 2Co.6:10 eles não tinham riqueza material, mas tinha poder espiritual.
Em Esmirna havia uma colônia judaica muito forte, e eles receberam do imperador licença de operarem como religião ao passo que o cristianismo era clandestino.
E a blasfêmia dos que se dizem judeus e não o “são”, pois aos olhos de Deus, Israel é aquele que crê no messias.
Rm 2:28,29 – “Porque não é o judeu aquele que o é exteriormente, nem é circuncisão a que é exteriormente na carne. Mas é judeu aquele que o é interiormente, e circuncisão é a do coração, no espírito e não segundo a letra; cujo louvor não provém de homens, mas de Deus”.

Rm 4:12 – “Bem como se fosse pai dos circuncisos, dos que não somente são da circuncisão, mas também dos que andam nas pisadas daquela fé que teve nosso pai Abraão, antes de ter sido circuncidado”.

Não há nesta carta nenhuma repreensão, pois no sofrimento é que o caráter é moldado. Jesus conhecia a tribulação. As perseguições que eles sofriam, eram terríveis. Eles perdiam tudo, eram martirizados, mas Jesus conhecia suas lutas e a sua pobreza. Eles eram ricos em tesouro que não se pode perder, pobreza material e poder espiritual.

2 Co 6:10 – “Como entristecidos, mas sempre nos alegrando; como pobres, mas enriquecendo a muitos; como nada tendo, mas possuindo tudo”.

No versículo 10, Jesus, estava informando que não ia livrá-los do diabo e que eles poderiam até morrer; mas disse também: não temas.

Ef.6 – “A nossa luta não é contra o sangue e a carne, e sim, contra as forças espirituais do mal....”

Deus lhe diz para não temer! Ele não diz que vai livrá-lo das perseguições. Pelo contrário, o texto mostra que houve muito sofrimento.
Quando Deus nos ordena algo, Ele nos capacita, e na história vemos cristãos morrendo das formas mais horríveis sem nenhum temor.
Era um testemunho tão forte, que muitos, nas arquibancadas se convertiam. Este testemunho causava tal impacto, que quanto mais pessoas morriam nas perseguições, mais o cristianismo crescia.
Por isso não há nenhuma repreensão a essa igreja, pois não havia lugar para falsos crentes.
Seguir a Jesus implica em sofrer. Jesus disse que se o grão de trigo não cair na terra e morrer, não dá frutos; mas se ele morrer dá muitos frutos. Todos que quiserem viver de acordo com a palavra serão perseguidos.
Nesta carta há duas exortações para os que sofrem por causa do Nome de Jesus:
“Não temas”.....
Rom 8:35-37 – “Quem nos separará do amor de Cristo? A tribulação, ou a angustia, ou a perseguição, ou a fome, ou a nudez, ou o perigo, ou a espada?"

Como está escrito:
“Por amor de ti somos entregues à morte o dia todo; fomos considerados como ovelhas para o matadouro. Mas em todas estas coisas somos mais que vencedores, por aquele que nos amou”.

Isaias 43:1 – “Mas agora, assim diz o Senhor que te criou, ó Jacó, e que te formou, ó Israel: Não temas porque Eu te remi; chamei-te pelo teu nome, tu és meu”.

“Sê fiel.....”

Hb 12:7-8 – “E para disciplina que sofreis; Deus vos trata como a filhos; pois qual é o filho a quem o pai não corrija? Mas se estais sem disciplina, da qual todos se tem tornado participantes, sois então bastardos, e não filhos”.

“Tribulação de dez dias....”
Dez dias aqui, podem não significar exatamente dias de 24 horas.
O mais provável seja o de que satanás teria um limite para atuar.
Alguns acontecimentos dentro deste período envolvem o número 10:
- por 10 vezes nestes 2 séculos, os imperadores romanos decretaram leis permitindo a livre perseguição aos cristãos;
- pode referir-se aos 10 anos do reinado de Diocleciano, o mais atroz dos imperadores romanos quanto aos cristãos;
- também podem se referir aos 10 imperadores que mais perseguiram o povo de Deus. Nero, Domiciano, Trajano, Adriano, Severo, Maximiniano, Décio, Valeriano, Aureliano e Diocleciano.
Mas o que Deus deixou claro, foi que satanás promoveria uma grande perseguição aos cristãos, mas que isso teria um tempo determinado.
E também que eles seriam recompensados com o galardão para os mártires, a coroa da vida, e que teriam a vida eterna.

“Coroa da vida”....

Trata-se de um galardão. Somente os que tem vida em Jesus Cristo são candidatos às coroas.
No versículo 11, E lê nos promete: “O que vencer, de modo algum sofrerá o dano da segunda morte”.
“Segunda morte”, a morte eterna no lago do fogo. (Ap.20:14)
Quem nasce duas vezes (nascimento físico e nascimento espiritual), morre uma vez (morte física); mas quem nasce uma vez só, (nascimento físico), morre duas vezes (morte física e morte eterna espiritual).
Vale a pena lembrar aqui, que a definição bíblica de morte, não é a de extinção, mas a de separação de Deus.

Rm 8:18 – “Pois tenho para mim que as aflições deste tempo presente não se comparam com a glória que em nós há de ser revelada.”

A recompensa para essa igreja é que não receberiam o dano da segunda morte, que é depois da morte física, vem o lago de fogo.

Ap. 20:14,15 – “E a morte e o Hades foram lançados no lago de fogo. Esta é a segunda morte, o lado de fogo. E todo aquele que não for achado inscrito no livro da vida, foi lançado no lago de fogo.”


Deus abençoe este estudo, que seja benção em sua vida assim como foi na minha.
Aprendendo e Vivendo.
Toda honra, glória e louvor ao Senhor Jesus.
Amém